fb-embedODS Zero e a Criação HSM Management

Healing leadership

3 min de leitura

ODS Zero e a Criação

É hora de focar na vida para manter e gerar vida

Dario Neto e Marcel Fukayama

20 de Março

Compartilhar:
Artigo ODS Zero e a Criação

Estamos há um ano confinados. O que fazer quando tudo adoece, incluindo nós? Como dar vida a um sistema político, cultural, econômico, social e ambiental a caminho do colapso? Como ser humano com o volume diário de mortes com que temos há mais de ano? Como planejar negócios em um país com 50% de sua população economicamente ativa desocupada, desalentada ou subutilizada, segundo o IBGE? Onde buscar forças em um Brasil que, segundo pesquisa recente da USP, lidera mundialmente casos de ansiedade e depressão? Adentramos a pandemia em meio a uma crise profunda e sistêmica de liderança, que está custando muito caro para nossas famílias, organizações, comunidades e ecossistemas. Sobretudo, está custando vidas e o futuro da próxima geração. Para nós, à frente de dois importantes movimentos que atuam na formação de novas lideranças para a nova economia, tem sido também muito difícil. Mais do que nunca precisamos de líderes que incorporem os princípios da vida – regeneração e colaboração – em sua liderança, que sejam luz em tempos tão sombrios. Querido(a) líder que cura, o Brasil e o mundo precisam de você e de todos nós mais do que nunca. Abaixo enumeramos reflexões para que você potencialize a sua capacidade de ser healing leader em tempos de sistemas gravemente doentes:

- Busque a sua homeostase. Você também é um sistema vivo dentro de sistemas vivos. A falta de equilíbrio (dinâmico, é verdade) vai limitar a sua capacidade de liderança regenerativa. Está se cuidando? Pausando? - Desperte as virtudes do Brasil. Somos esperançosos, criativos, sonhadores, alegres, solidários, autênticos e fraternos por natureza. Você está nutrindo o melhor do brasileiro em você e em suas relações? - Sonhe com outro futuro possível. Como nos lembra Muhammad Yunus, Nobel da Paz em 2006 pelo seu revolucionário projeto de microcrédito Grameen Bank, sonhar e imaginar é o primeiro passo para transformar uma realidade. Qual a sua ficção social? - Crie à luz do país que sonhamos. A enorme escassez e o caos bloqueiam a nossa capacidade de criar. Para criar e empreender, você deve sintonizar a sua frequência enquanto líder no Brasil em que todos queremos e iremos viver. Você está deixando o sonho de um Brasil interdependente, justo, igual e em equilíbrio sistêmico nutrir sua mente e seu coração? - De ação à sua criatividade. Dizem que o empreendedorismo surgiu há 5 mil anos na antiga Babilônia – o “iniciadorismo”, ou o ato de iniciar algo. Você está saindo das boas intenções para dar ação concreta a seus sonhos e sua criatividade?

É comum que, depois de ler isso, você se pergunte sobre as limitações. Elas existem. Mas vivemos o ápice do avanço tecnológico, e o mundo nunca foi tão rico (apesar da concentração de renda) – com pouco mais de 1% do total de ativos financeiros do mundo toda a Agenda 2030 seria financiada.. Então, mobilize todo o seu capital – político, financeiro e/ou operacional, relacional – para dar forma e conteúdo à sua CriaAção. Talvez a nossa cura e a do país passe pelo que chamamos de “ODS Zero” – a evolução da consciência humana. Uma organização humana é um organismo vivo. Uma liderança humana é uma liderança da qual flui vida. E de onde flui vida, flui criação.

Compartilhar:

Autoria

Dario Neto e Marcel Fukayama

Dario Neto é diretor geral do Instituto Capitalismo Consciente Brasil e CEO do Grupo Anga. Também é pai do Miguel e marido da Bruna. Marcel Fukayama é diretor geral do Sistema B Internacional e cofundador da consultoria em negócios de impacto Din4mo.