fb-embedVocê é um aprendiz serial? HSM Management

Espaço lifelong learning

2 min de leitura

Você é um aprendiz serial?

Quando o tema é aprender, alguns tipos de gestores podem ser observados: o que aprende em sprints, o disciplinado e o perfil acima, raro, que vê o aprendizado como estilo de vida

Colunista Poliana Abreu

Poliana Abreu

05 de Julho

Compartilhar:
Artigo Você é um aprendiz serial?

Meu trabalho nos últimos anos tem sido criar soluções educacionais, na HSM e na SingularityU Brazil, para apoiar as pessoas a atingirem novos níveis de liderança, consciência e repertório nos negócios e na vida. Isso me coloca numa posição privilegiada para observar gestores aprendizes em ação. Comprovo todos os dias que os executivos já aceitam a ideia de que continuar aprendendo é igual a se manter relevante. Mas observo – empiricamente, claro, sem pretensões científicas – algumas diferenças na abordagem de aprender. Parece haver dois grupos majoritários: uns são disciplinados, aprendem regularmente, nem que seja três horas por semana; outros preferem dar sprints, fazendo esforços concentrados de aprendizado.

Porém recentemente me dei conta de um terceiro grupo, bem mais raro que os outros dois: os gestores que fazem do aprendizado um estilo de vida. Até os apelidei: são os “aprendizes seriais”.

Sabe aquelas pessoas que estão sempre fazendo um curso, leem vários livros ao mesmo tempo (e revistas-livros como esta), não perdem a chance de ouvir um podcast? Que, mesmo em viagem ou num evento social, têm o olhar e a escuta ativa para o novo? Esse perfil é o curioso autêntico, sempre ligado e buscando fazer conexões entre temas diversos.

Criei o hábito de observar tais pessoas e, nesta coluna, me arrisco a listar algumas de suas características:

1. Eles querem sempre mais. Não me refiro a ambições financeiras ou materiais. Têm necessidade de aprender mais sobre assuntos variados, querem se sentir mais preenchidos profissional e pessoalmente. Buscam novas oportunidades de aprender e desafios que permitam isso.

2. Valorizam a experiência. Os momentos em que eles estão aprendendo são tão ou mais importantes do que o conteúdo em si. Gostam de testar formas novas de adquirir e compartilhar conhecimento.

3. São curiosos sobre si mesmos e sobre o mundo. Isso lhes permite acessar novas informações de maneira muito consistente. Aprendizes seriais são abertos ao autoconhecimento e a entender os contextos de mundo.

4. São corajosos. Eles têm coragem para se reinventar e para aceitar que, apesar de saberem muito, não sabem tudo. Mostram-se ousados para desaprender e abandonar verdades antigas; aceitam o novo sem medo. Confiam que, de alguma forma, suas habilidades e competências podem ser reconfiguradas para se adaptarem às mudanças.

5. Importam-se menos com o que sabem e mais com o que podem aprender. Normalmente, eles têm uma postura de humildade. Quanto mais sabem, mais reconhecem que ainda há muito por saber. Seu foco está sempre no próximo aprendizado.

Só não cheguei ainda a uma conclusão sobre se as pessoas nascem assim ou se tornam. O que você acha? Você se reconhece como aprendiz serial?

Compartilhar:

Autoria

Colunista Poliana Abreu

Poliana Abreu

Poliana Abreu é diretora de conteúdo, marketing e parcerias da HSM e da SingularityU Brazil. Mãe da Clara, é internacionalista de formação, especialista em responsabilidade corporativa e educação executiva.

Artigos relacionados